Tratamento de Água
Tratamento de Efluentes
Controle de Poluição Atmosférica
Tratamento de
Resíduos Sólidos

Estações de Tratamento de Água Convencionais


São estações de Tratamento de Água, abertas, compostas das fases de coagulação, floculação, decantação e filtração, cujo objetivo é a produção de água com qualidade potável ou de uso industrial, a partir de águas de elevada turbidez , procedentes de rios, mananciais, açudes, etc...

Estas estações podem ser construídas em concreto ou aço carbono, também podem ser fornecidas com configuração modular, o que possibilita ampliações sem a modificação da sua concepção como um todo.

O início do processo ocorre na fase de coagulação/floculação com a mistura rápida dos produtos químicos.

O objetivo da mistura rápida é criar uma rápida condição de homogeneização para uma distribuição uniforme do coagulante por toda a massa d’água.
Após esta etapa de mistura, a água segue para o processo de floculação.

O processo de floculação é realizado numa câmara dotada de floculador mecânico, onde os flocos gerados na coagulação serão agregados as partículas dissolvidas ou em estado coloidal.

Após a floculação, a água seguirá para o processo de decantação. A dimensão do decantador é determinada por uma relação de área e vazão (taxa de decantação) cujo parâmetro é fundamental para obter uma decantação satisfatória das partículas floculadas.

O decantador pode ser provido de lamelas. Este dispositivo proporciona uma menor área de construção do decantador, pois as lamelas aumentam o tempo de decantação das partículas.

Após a decantação a água seguirá para o processo de filtração. Nesta etapa serão removidos os sólidos remanescentes do processo de decantação, para garantir a qualidade final requerida pelo processo.

«Voltar





 
® CENTROPROJEkT BRASIL