Tratamento de Água
Tratamento de Efluentes
Controle de Poluição Atmosférica
Tratamento de
Resíduos Sólidos

Desmineralização por Osmose Reversa


A desmineralização da água por Osmose Reversa é a principal inovação tecnológica em relação à tecnologia convencional por troca iônica.

Está tecnologia utiliza membranas semipermeáveis para promover o processo de desmineralização. Está membranas podem reter mais de 99% dos íons presentes na água.

O processo consiste de um bombeamento em alta pressão, forçando o fluxo de água pelas membranas de osmose reversa. A água que transpassar pelas membranas é denominada de permeado (água desmineralizada) e a parte que não conseguir passar pelas membranas, é denominada de rejeito ou concentrado.

Enquanto a tecnologia de troca iônica requer paradas periódicas e geralmente diárias para a regeneração das resinas iônicas, a tecnologia de Osmose Reversa é um processo contínuo que requer paradas somente mensais, podendo ser trimestrais para limpeza das membranas. Por esta razão a tecnologia de Osmose Reversa tem um consumo de produtos químicos e geração de efluentes consideravelmente menores que a tecnologia de troca iônica.

A tecnologia de Osmose Reversa não pode recuperar 100% da vazão da água a ser desmineralizada. Esta porcentagem é variável e depende de vários fatores para a sua definição. Um valor médio de referência é 75% , significando que para cada 75% de água desmineralizada , 25% será rejeitada.

Esta porção de 25%, denominada de rejeito ou concentrado é uma variável a ser considerada na seleção desta tecnologia, ou seja, deve-se estudar a possibilidade de seu reaproveitamento, cuja concentração geralmente é 02 a 04 vezes maior que concentração da água a ser tratada.

«Voltar





 
® CENTROPROJEkT BRASIL